SOLO MÚSICA COM O VIOLÃO PLURAL DE ULISSES ROCHA


Ulisses Rocha
Ulisses Rocha | Foto: Preticia Jerônimo

A Série Solo Música chega em 2018 a sua sexta edição na CAIXA Cultural Brasília. São seis anos apresentando mensalmente artistas em trabalho solo, tendo o projeto como suas principais marcas a qualidade e a diversidade musical, além do fato de só mostrar artistas sozinhos no palco. A temporada deste ano abre no dia 18 de abril, quarta-feira, às 20h, com a música inventiva e plural de Ulisses Rocha, um dos principais violonistas do país.

“Ulisses Rocha é reconhecido como um artista versátil, que transita sem problemas do clássico ao rock”, afirma Alvaro Collaço, produtor e idealizador da Série Solo Música que, como aconteceu com muitas pessoas, conheceu o trabalho de Ulisses através do Grupo D´Alma.

Em seis edições em Brasília, o Solo Música já trouxe a cidade 50 artistas, de diversos gêneros musicais e países. “A temporada de 2018 talvez seja a que traga maior diversidade. Há um pouco de gêneros muito diferentes: músicas antiga, clássica, instrumental, de cultura popular, popular colombiana, eletrônica, MPB e, pela primeira vez no Solo Música, a música oriental. Um espectro amplo com músicos de qualidade”, explica Collaço.

Ulisses Rocha

Violonista, compositor e arranjador, Ulisses Rocha nasceu em Loureiro, Rio de Janeiro, e passou a infância em Pirassununga, no interior de São Paulo. Com 14 CDs gravados, é um dos violonistas mais influentes de sua geração.

Integrou o Grupo D’Alma com André Gereissati e Rui Saleme, depois Mozart Mello, tendo gravado o segundo e terceiro LPs do trio, em 1981 e 1983. Realizou turnês no exterior, como instrumentista e professor, apresentando-se na Alemanha, Bélgica, Canadá, Croácia, Estados Unidos, França, Holanda, Japão, Kuwait, Lituânia, Paraguai, Polônia, Rússia, Síria, Suíça e Zimbabwe, entre outros.

Além do trabalho próprio, participou de concertos e gravações com artistas como Al Di Meola, Cesar Camargo Mariano, Eliane Elias, Egberto Gismonti, Hermeto Pascoal, Roberto Carlos, Margareth Meneses, Gal Costa, Cida Moreira, Nei Lisboa e Marlui Miranda. Lançou CDs em duos com Marco Pereira, Altamiro Carrilho e Teco Cardoso, em trio (“Trio 202”, com Nelson Ayres e Toninho Ferraguti) e em quinteto (“O Quinteto”, com Ivan Vilela, Vitor Loureiro. Walmir Gil e Raiff Dantas Barreto).

Em 2016, foi indicado para o prêmio Brazilian Press Awards, dedicado aos artistas brasileiros mais destacados no cenário artístico norte-americano. Além de sua atuação como artista, realiza importante trabalho como professor doutor do Departamento de Música da Unicamp, e como professor convidado na Universidade da Flórida, cidade onde residiu por cinco anos.

A apresentação de Ulisses Rocha, na Série Solo Música, em 18 de abril, às 20h, tem patrocínio da CAIXA e Governo Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções com produção local de Tatiana Carvalhedo Produções. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) podem ser adquiridos a partir do sábado anterior à data do evento, na bilheteria do Teatro da CAIXA, de terça a sexta-feira e domingo, das 13h às 21h; sábado, das 9h às 21h. Informações: 3206-6456 (bilheteria). Classificação indicativa: 12 anos.

A PROGRAMAÇÃO DE 2018

16 de maio – Alessandro Borgomanero – violino | ITA/GO

Nascido em Roma, Alessandro Borgomanero passou a infância e adolescência em Curitiba, estudou na Áustria e Itália e hoje reside em Goiás. Tem se destacado como violinista e apresentado recitais solo com obras brasileiras. No Solo Música fará um recital com obras latino-americanas.

13 de junho – Maria Cristina Plata – voz e violão | COL

Uma das principais cantoras colombianas da atualidade, Maria Cristina Plata mostrará canções dos seus CDs “Todas las flores” e “Después de Tudo – Compilado Latino-americano”. Um recital marcado pelo romantismo, na semana do Dia dos Namorados.

18 de julho – Oliveira de Panelas – voz e viola dinâmica | PE/PB

Referência em cultura popular no país, o músico pernambucano, radicado na Paraíba, fará um recital tradicional de cordel (quando o repente é cantado só), marcado pela poesia. Oliveira possui 22 CDs gravados, 11 LPs e 15 livros de poesia editados.

15 de agosto – Kyungso Park- gayageum | COR

Um raríssimo recital de gayageum, espécie de harpa e instrumento tradicional da Coreia, com uma das intérpretes que tem renovado a música escrita para o instrumento. Recital que mistura tradição e contemporaneidade, marcado sobretudo pela delicadeza dos sons.

19 de setembro – Marc Mauillon – voz | FRA

Outro recital muito raro, com obras do período medieval interpretadas pelo barítono francês Marc Mauillon, sem auxílio de instrumentos. Mauillon mostrará o repertório de “Songline”, CD lançado em 2016 e que trouxe o repertório da música medieval sobre um prisma até então inédito, o do canto solo.

03 de outubro – Lui Coimbra – voz, violoncelo e outros instrumentos | RJ

Músico com ampla contribuição a música popular brasileira contemporânea, sobretudo ao utilizar o violoncelo com recursos eletrônicos, Lui Coimbra trará no Solo toda a diversidade que caracteriza seu trabalho, entre o clássico e o pop: Villa-Lobos e Pedro Luís, Pixinguinha e Beatles, além de composições próprias.

14 de novembro – Kaouru Kakizakai – shakuhachi | JAP

Outro recital raríssimo, com um mestre em shakuhachi, a flauta de bambu do Japão. No recital, Kakizakai apresentará a música japonesa tradicional e que, no caso do shakuhachi, relaciona-se diretamente com o zen-budismo. Kakizakai é um dos principais intérpretes de shakuhachi da atualidade, além de ser reconhecido professor do instrumento no Japão e ocidente.

16 de janeiro de 2019 – Paulo Beto – Anvil FX – sintetizadores analógicos | MG/SP

Show de música eletrônica, com uma das referências no gênero no país. Mentor do grupo Anvil FX, Paulo Beto em seu trabalho autoral repagina a música eletrônica dos anos 70 e 80, ao mesmo tempo em que traz ao público um pouco do lado clássico do gênero musical, na referência aos compositores Jocy de Oliveira e Jorge Antunes.

27 de fevereiro de 2019- Fernanda Cabral – voz, violão e kalimba | GO/DF

A cantora e compositora goiana Fernanda Cabral, desde criança radicada em Brasília, apresenta seu show solo baseado no seu CD “Praianos”, em que se destaca pelo seu trabalho autoral e parcerias com Chico Cesar, Cope Gutierrez e Leo Minax.

Anterior PARABÉNS, VOCÊ VAI SER PAPAI NO TEATRO CATÓLICA
Próximo VIDEOGAMESHOW EVENTO GEEK MAIS ADORADO DO CENTRO OESTE