Veja dicas de profissionais para reduzir as lesões no ballet

É comum conhecer histórias de bailarinos que se machucaram dançando. Isso porque o ballet é uma atividade física como qualquer outra e sua prática exige alguns cuidados. Vejas as dicas da equipe Petite Danse para reduzir as lesões no ballet:

Realizar o aquecimento (antes e depois das aulas e ensaios): nem sempre esta é a parte mais prazerosa da dança, mas o aquecimento melhora a flexibilidade, auxilia na correção da postura e na também na recuperação muscular. Além disso, é um exercício que melhora a habilidade articular, retira a tensão dos músculos e a sobrecarga de tensão nas articulações. O Aquecimento deve ser sempre realizado no início da primeira atividade, seja ela uma aula, ou um ensaio. O tempo médio a ser praticado é de 20 a 30 minutos.

Prestar atenção aos detalhes: a falta de conhecimento técnico ao se executar um exercício pode resultar em lesões graves. Por isso, preste atenção em cada detalhe na execução do exercício. Às vezes, podemos nos lesionar mesmo quando fazemos uma rotina já bem conhecida por uma simples falta de atenção e excesso de confiança.

Conheça seus limites: na luta por um papel de destaque ou mesmo na preparação para uma apresentação importante, bailarinos acabam ultrapassando seus limites, o que nem sempre é positivo. Se superar é importante, mas o autoconhecimento e saber quando parar também é, e ajuda a evitar lesões no ballet.

Tenha uma alimentação saudável: na busca por um corpo perfeito não é incomum que bailarinos e, principalmente, bailarinas acabem se privando de uma alimentação saudável e balanceada. No entanto, são os alimentos que nutrem o corpo e dão energia para dançar. Ficar sem comer fragiliza o organismo e pode levar a perdas ósseas e musculares, acarretando lesões.

Use sapatilhas de boa qualidade: ao ficar nas pontas dos pés, as bailarinas projetam todo o seu peso sobre elas, o que costuma causar calos, bolhas, unhas encravadas e até a perda de algumas delas. Sapatilhas de boa qualidade, assim como o uso de ponteiras acolchoadas ou de silicone, podem ajudar a prevenir este tipo de lesão.

Preparação Global do Corpo: para fortalecer o corpo de diferentes formas, outros exercícios além do ballet podem ajudar, como é o caso da musculação ou mesmo do método Pilates. Esses exercícios exploram a musculatura, tornando-a mais forte e alongada, o que ajuda não só a dançar melhor, como também evitar lesões no ballet.