Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata. Oncologista do Hospital do Câncer Anchieta alerta sobre os cuidados e formas de prevenir o problema.

Novembro é o mês de conscientização em relação ao câncer de próstata. Segundo Instituto Nacional de Câncer (INCA), esta é a neoplasia mais prevalente nos brasileiros, superando, inclusive, o câncer de mama nas mulheres. Em 2016, por exemplo, foi estimado o surgimento de 61 mil novos casos no Brasil. No Distrito Federal, a incidência é de 60 casos para cada 100 mil habitantes, o que o torna o tumor mais prevalente dentre os homens no DF.

“Ainda existe muito preconceito por parte dos homens quanto a realização do exame de toque retal. Este exame é uma das maiores armas que temos para descobrir precocemente o câncer de próstata, alem de ser rápido, confiável e de baixo custo”, alerta o oncologista do Hospital do Câncer Anchieta, Marcos Vinícius Franca.

O que é?

A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra masculina. Na fase inicial da doença, muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata: dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite. Na fase avançada, o câncer pode provocar sangramento urinário importante, dores ósseas, inchaço no abdômen e nas pernas, podendo prejudicar o funcionamento de alguns órgãos como a bexiga, os rins e a parte final do intestino.

“O câncer de próstata é um crescimento desordenado do tecido prostático e estas células podem se desprender deste órgão e se espalharem para outros locais como ossos, os gânglios do abdômen, fígado e pulmão. A maioria dos cânceres de próstata não causa sintomas até que atinja um tamanho considerável. Por isso a importância de se buscar o urologista rotineiramente”, explica o especialista.

Tratamento

O tratamento depende do estágio da doença. Geralmente em estágios iniciais podem ser usadas tanto a radioterapia quanto a cirurgia. Em estágios mais avançados, o tratamento envolve uma combinação de tratamentos como manipulações hormonais, quimioterapia e radioterapia.

Cuidados

Para diminuir os riscos do câncer, os médicos aconselham que os pacientes mantenham uma dieta balanceada, rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e com menos gordura, principalmente as de origem animal. Além de ter uma alimentação equilibrada, é indicado fazer pelo menos 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

“A recomendação é a realização do toque retal e a dosagem do PSA a todos os homens acima de 50 anos. Para aqueles com história familiar de câncer de próstata (pai ou irmão) antes dos 60 anos, os especialistas recomendam realizar esses exames a partir dos 45 anos”, informa França.

Novembro Azul (Movember)

A iniciativa surgiu na Austrália, em 2003, tendo como símbolo o bigode. Por isso, acabou ganhando o nome de “Movember”, a junção de “Mo”(gíria inglesa para bigode) e “November”. Em vários países, há reuniões entre os homens com o cultivo de bigodes, nas quais são debatidas, além do câncer de próstata, outras doenças como o câncer de testículos, depressão masculina, cultivo da saúde do homem e outros temas. Muitos homens cultivam os pelos durante 30 dias, com o objetivo de mostrar engajamento com a causa.