Jardim Botânico abre licitações para casa de chá e anfiteatro.Interessados deverão diversificar serviço com venda de plantas, alimentação e artesanato, por exemplo. Edital de quase R$ 500 mil contempla reestruturação da arena

A casa de chá e o anfiteatro do Jardim Botânico de Brasília deverão receber melhorias nos próximos meses. Para reabrir o estabelecimento — com opções de plantas, artesanato e alimentos, por exemplo — e reestruturar a arena, estão abertas duas licitações.

No certame do anfiteatro, o orçamento previsto é de R$ 499.958,42. Como a disputa será pelo menor preço, o valor poderá ser reduzido. Para a casa de chá, a concorrência definirá a concessão de uso do espaço pelo período de três anos.

A proposta para o local — que tem dois pavimentos e 167,34 metros quadrados de área construída —, segundo o diretor-executivo do Jardim Botânico, Jeanitto Sebastião Gentilini Filho, é oferecer serviços diversificados atrelados às atividades desenvolvidas na estação ecológica.

Por isso, o edital prevê que seja dada preferência à comercialização de insumos naturais para plantas e de espécies nativas do Cerrado. “Temos trabalhado para ter sustentabilidade econômica”, observa Jeanitto.

Segundo o diretor, além de agregar valor ao Jardim Botânico, o serviço ajuda a mantê-lo, pois o vencedor terá de cuidar do espaço. “Essa parceria é importante para o governo”, assegura. Os ajustes de estrutura serão de responsabilidade do vencedor da licitação.

A casa de chá foi construída no início da década de 1990 com madeira de eucalipto retirada da própria estação florestal experimental que deu origem ao Jardim Botânico.

A empresa que for operar no local deverá mantê-lo aberto no mesmo horário de funcionamento do Jardim Botânico, de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

A reestruturação do anfiteatro, construído para a inauguração da estação, em 1985, inclui a construção de uma laje para o palco, uma edificação com banheiros e sala de exposição.

O projeto ainda prevê a construção de platôs gramados e bancos de concreto para formar as arquibancadas, além de calçadas com acessibilidade.

As mudanças surgem, segundo o diretor, ante a necessidade de uma estrutura permanente. “A intenção é oferecer uma nova opção cultural na cidade. Vamos fazer um plano de ocupação, criar uma programação que mostre a transversalidade de cultura e meio ambiente”, explica.

A comissão de licitação receberá os envelopes com documentos de habilitação e proposta, conforme previsto nos editais, em 26 de julho, às 9 horas, para o anfiteatro. Em 7 de agosto, às 10 horas, será para a casa de chá.

O local de entrega será o prédio do Herbário do Jardim Botânico. Os interessados nos certames podem fazer vistorias de terça a sexta-feira, das 9 às 16 horas. Para agendar, é preciso ligar para o número (61) 3366-5454.

Da Redação | Foto Toninho Tavares/Agência Brasília.
Sugestões portalaquitem@gmail.com * Pautas aquitemredacao@gmail.com